Como melhorar a velocidade do seu site WordPress

O WordPress é cada vez mais utilizado se tornou uma excelente opção para quem quer criar desde um pequeno blog a um site corporativo bastante complexo. E, em todos os casos, o desempenho é fundamental para o sucesso de um site.

Tudo começa com a escolha de um bom servidor WEB. Tenho usado há alguns anos a dupla NGINX + PHP-FPM e sempre tive bons resultados. No entanto, o objetivo do post é outro: otimizar a aplicação em si, com plugins e outras ferramentas. Estou utilizando o WordPress 4.5.2 com tema Avada e o site de demonstração Landing Product.

Otimizando o WordPress

O primeiro passo é otimizar as imagens do site. Há inúmeros plugins para isso, como WP SmushEWWW Image Optimizer ou ShortPixel Image Optimizer. No entanto, eu prefiro fazer isso diretamente no servidor, com o jpegoptim. Para isso, basta instalá-lo e executar o comando

jpegoptim -o <arquivo.jpg>

Feito isso, vamos para o WordPress propriamente dito. Utilizei os plugins WP Super Cache e MemcacheD Is Your Friend. Eles funcionam out-of-the-box e não necessitam de muitas configurações. Nesse teste, apenas ativei o cache e pronto. Vale lembrar que é necessário ter o Memcached instalado, bem como as extensões PHP exigidas por ele.

Resultados

Para os testes, utilizei o siege (100 clientes com 5 repetições) e o Web Page Test (05 execuções). Os resultados são apresentados a seguir.

Siege

Response time          9.22  --> 0.14 secs
Transaction rate       10.0  --> 657.89 trans/sec
Longest transaction    12.26 --> 0.26 sec
Shortest transaction   1.82  --> 0.04 sec

WebPageTest

 

Considerações finais

O tema Avada já traz imagens otimizadas e o desempenho do servidor também ajuda bastante. Nesse caso, a instalação padrão já era bastante otimizada. No entanto, o tempo de resposta inicial, que melhorou bastante.

Já no caso de múltiplos acessos simultâneos, o siege mostrou que o desempenho melhorou consideravelmente. Isso é resultado do sistema de cache, que ainda pode ser melhorado com a utilização de sistemas como o Varnish ou uma CDN, se necessário.

Compartilhe com os seus amigos.

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on telegram
Telegram
Share on email
Email